23 de Março de 2017
Topo

 

A Promotoria de Justiça de Juruti, por meio do promotor de justiça Bezaliel Castro Alvarenga, instaurou nesta terça-feira (24) Procedimento Preparatório Preliminar, para investigar denúncias trazidas ao Ministério Público por entidades da sociedade civil e por cidadãos jurutienses, relacionadas ao suposto esquema de corrupção instaurado no município, liderada pelo prefeito municipal, conhecido como o “mensalinho de Juruti”.

Consta na denúncia um áudio (CD) de uma reunião entre o prefeito e alguns vereadores, no qual se evidencia o suposto acerto de propina paga pelo prefeito aos vereadores em troca de apoio político, além de liberação de combustível e passagens.

Inicialmente, como providências preliminares, foram requisitados documentos à prefeitura e Câmara de Vereadores, e o CD encaminhado ao Centro de Perícias Renato Chaves, para que proceda a perícia do material. Foi requisitado também a instauração de Inquérito Policial para apurar a parte criminal. O prazo para conclusão do procedimento é de noventa dias, conforme estabelece a Resolução nº 23/07 do CNMP.

De acordo com o promotor de justiça, o fato é grave e exige uma intervenção do Ministério Público, em defesa da moralidade administrativa, sendo por esta razão instaurado o procedimento investigatório. Caso sejam confirmadas as denúncias, ao final será proposta a Ação judicial competente.


Texto e foto: Lila Bemerguy, de Santarém, com informações da PJ de Juruti

Rua Joao Diogo, 100 - Cidade Velha - 66.015.165 Belém/PA | (91)4006-3400
Atendimento ao público 8h às 14 - Atendimento no protocolo 8h às 17h (2a a 5a) e 8h às 15h (6a)
© 2000-2011. Todos os direitos reservados (Departamento de Informática - MPPA)