20 de Setembro de 2018

 

Representantes de órgãos de educação e de serviço de empreendedorismo reuniram com a Promotoria de Justiça de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher na tarde desta quarta-feira (11), no Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), para debater proposta de projeto que fomente a prática empreendedora de mulheres vítimas de violência doméstica da capital e região metropolitana de Belém. O encontro definiu uma nova reunião, marcada para o próximo dia 23 de agosto, às 15h, e que será a discussão para a implementação e execução do projeto.

 

 

O projeto visa o funcionamento conjunto entre Ministério Público do Estado e órgãos parceiros das diversas esferas, para a ascensão de mulheres vítimas de violência doméstica que têm a necessidade de inserção no mercado de trabalho e ajudá-las a se libertar da dependência econômica de seus agressores.

Segundo o promotor de justiça Sandro de Castro, a implementação do projeto é “extremamente importante, uma vez que o Ministério Público, na área de violência doméstica, e o Núcleo de Enfrentamento à Violência têm que pensar no problema não somente como uma questão processual, judicial, mas também de maneira social”.

"A ideia é que façamos um piloto aqui em Belém e depois seja ampliado para outros polos como Castanhal, Abaetetuba, entre outros. O caminho é viável e cada reunião sobre o tema servirá para avançarmos na consolidação desse projeto, que vai beneficiar as mulheres vítimas de agressão e ajudá-las a se libertarem", frisou o promotor de Justiça Franklin Prado.

 

 

Pela Promotoria de Justiça de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, estiveram presentes o 3º promotor, Franklin Prado Lobato e o coordenador do Núcleo de Enfrentamento à Violência contra a Mulher (NEVM), Sandro Garcia de Castro, que conduziram a reunião. O diretor-geral do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional e coordenador do Centro de Apoio Operacional Constitucional, Marco Aurélio do Nascimento, também participou da reunião.

Pelos órgãos parceiros estiveram presentes a gerente Regional Metropolitana do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) , Lêda Rosana Magno; a assessora técnica do Sebrae, Maria José Macário; a assessora da Secretaria Municipal de Educação (Semec), Manuella de Mattos Porto; e a coordenadora do projeto "Conhecimento, alforria da mulher", Luciane Ferreira.

Na reunião do dia 23 de agosto serão convidados a participar a Secretaria de Assistência Social , Trabalho e Emprego do Governo do Estado (Seaster), Fundação Funpapa, Rede Assistencial Especializada (Creas), entre outros potenciais parceiros, como Sesi, Sesc e Senai, instituições que podem dar suporte com desenvolvimento do perfil deste público, para identificar conhecimentos, habilidades e atitudes das vítimas.

Texto: Tarcisio Barbosa
Revisão e fotos: Edyr Falcão

Rua João Diogo, 100 - Cidade Velha - 66.015.165 Belém/PA | (91)4008.0400 (Promotorias) e (91)4006-3400 (Edifício Sede)
Atendimento ao público 8h às 14h - Atendimento no protocolo 8h às 17h (2a a 5a) e 8h às 15h (6a)
© 2000-2011. Todos os direitos reservados (Departamento de Informática - MPPA)