20 de Setembro de 2018

 

 

Dando continuidade a implementação do projeto “Empoderamento Empreendedor”, a Promotoria de Justiça de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, por meio do promotor Franklin Lobato Prado, realizou nesta sexta, pela manhã, na sala multiuso do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (CEAF), a segunda reunião do projeto. A iniciativa tem por objetivo incentivar as mulheres que irão participar do projeto, com informações, reflexões sobre as diferenças de gênero e (homens e mulheres) e qualificação das mulheres para atividades empreendedoras.

A reunião ocorrida teve como participantes representantes de diversos órgãos, tais como: Serviço Brasileiro de Apoio as Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Coordenadoria da Mulher de Belém (Combel), Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), do Abrigo Estadual de Mulheres, Grupo de Apoio a Entidades Protetoras dos Animais (Gaepa), Associação Médico Brasileira (AMB), Fórum de Mulheres da Amazônia e Movimento Articulado de Mulheres da Amazônia (Mama).

O projeto teve inicio em dezembro de 2017, no” I Seminário de Aplicação da Lei Maria da Penha”. O plano piloto será elaborado pelo Sebrae, em parceria com a Combel, e auxílio das instituições participantes.

Na reunião, as participantes relataram as demandas da zona periférica da cidade. De acordo com o coordenador do projeto, promotor de justiça Franklin Prado, a ideia é aumentar a autoestima e o autoconhecimento das mulheres para tentar diminuir as desigualdades entre os gêneros, bem como estimular a atividade empreendedora.

 “O resultado será a qualificação das vítimas de violência doméstica para sair do ciclo de dependência econômica dos agressores. E o que aprendem no projeto, levam para a vida toda. Individualmente faz uma diferença, e no coletivo também, porque elas levam o aprendizado para outras vítimas e tem o efeito multiplicador”, diz Franklin.

Na reunião, as participantes relataram as demandas da zona periférica da cidade. “O projeto é principalmente voltado para mulheres em situação de vulnerabilidade das periferias, e aqui fazemos um processo de acolhimento para que elas se percebam nessa cadeia de violência”, destaca ainda o promotor.

A reunião teve a duração de três dias, e irá encerrar amanhã, (15),na Prefeitura Municipal de Benevides, quando o promotor de Justiça Franklin Lobato Prado irá apresentar palestra sobre o combate à violência doméstica.

 

Texto e  fotos: Promotoria de justiça de Violência Doméstica e Familiar contra a mulher
Edição: Assessoria de comunicação

Rua João Diogo, 100 - Cidade Velha - 66.015.165 Belém/PA | (91)4008.0400 (Promotorias) e (91)4006-3400 (Edifício Sede)
Atendimento ao público 8h às 14h - Atendimento no protocolo 8h às 17h (2a a 5a) e 8h às 15h (6a)
© 2000-2011. Todos os direitos reservados (Departamento de Informática - MPPA)